26 de set de 2012

Mudanças que mudaram

Tentei mudar tantas vezes tantas coisas, porém, cheguei ao extremo e pude dizer: - Que as coisas aprendam a seguir o seu percurso, sozinhas. E assim se fez!
Uma sensação de paz ao ver que tudo está se estabilizando, passa a não ser suficiente uma face estampando serenidade e um sorriso esbanjando felicidade.
Por um instante, pensei em acreditar que tudo iria piorar e nada faria aquele sorriso ou aquela esperança que um dia foi acanhado à alma, voltar. Surpreendi-me novamente, mais uma vez, depois de tantas decepções, de tantas lamentações, de tantas mentiras, de tantas vezes em vão. Uma luz de misericórdia se acendeu bem perto de mim, tão perto que ofusco meus olhos, era a felicidade batendo na minha porta. 
Desde então aprendi a não desaprender que nada poderia me abalar. Seria insubstituível. Adotei o verbo "conseguir", pois conseguirei tudo. Perseverança, persistência e Fé. Elementos básicos para quem realmente busca por algo. Um término de busca e apreensão me fez reparar que tem um mundo lá fora, do qual eu não posso correr, existe uma liberdade que me espera e eu a quero como nunca. 
Abrir a janela ao amanhecer com aquele sol escondido por trás da neblina, o calor saindo e o frio entrando, esses dias nunca foi tão bom quanto agora. Um café quente e forte ao me levantar da cama, nunca foi tão degustado como agora. A sensação de deixar várias coisas passadas no seu devido lugar nunca foi tão resultante. Usando como base de tudo os sonhos, os desejos, as fantasias, os amores que estão por vir, as situações propiciam. Sem me escapar nada. 
Seguindo a linha tênue do pensamento. EU era/fui > EU sou EU serei >> Futuro que estando distante está perto. Fiz a questão de esquecer todos os males que falam/falavam me preocupo apenas com o que está a vir. Lembrando sempre de "plantar verde pra colher maduro”.